Contraceptivo masculino passa em testes e será comercializado no futuro

Pesquisadores conseguiram desenvolver um medicamento contraceptivo masculino. Os testes foram realizados com 40 homens nas faixas etárias entre 18 e 50 anos.

Ao ingerirem a droga, chamada de 11-beta MNTDC, eles apresentaram redução significativa nos níveis de testosterona. Os efeitos colaterais foram parecidos com os que sentem as mulheres, como fadiga, dor de cabeça, mas só alguns deles sentiram, outros não apresentaram reação.

Os resultados que ainda são preliminares, foram divulgados durante reunião que acontece anualmente na Sociedade Endócrina. Embora não se possa comprovar total eficácia do medicamento, sabe-se que é seguro.

Leia também: Vírus pode matar qualquer tipo de câncer

O medicamento age para que o cérebro seja informado que os níveis de testosterona não devem aumentar, o que estimularia a produção de espermatozoides. É necessário que se formem bloqueios na produção de células masculinas reprodutoras.

Diversos outros testes devem ser feitos para que a comercialização do medicamento possa ser feita. Ainda não se sabe quando será colocada no mercado, afirma o professor e diretor do Programa de Infertilidade Masculina da NYU Langone, Dr. Bobby Najari. Ele ainda enfatizou que isso poderá demorar até dez anos.

Contraceptivo masculino – Fonte: Istock

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.